Treinar Músculos Isolados - O Motivo

A luta e procura pelo melhor método de treino é algo que preocupa qualquer atleta na corrida pelos resultados. Neste artigo vamos demonstrar o porquê de treinar os músculos isolados é provavelmente a alteração que deves fazer ao teu plano de treino.

O Que é o Treino Isolado

Treinar músculos isolados consiste em treinar cada músculo ou grupo muscular de forma separada ao longo da semana. O que, possibilita um treino muito mais específico, intenso e direcionado. Neste caso, focas-te mais num músculo em concreto e dás foco em todos. Assim, não entrarás em cansaço quando passares ao próximo músculo, numa forma generalizada.

De Que Forma é Que Posso começar a Treinar Músculos Isolados? Porque o Devo?

Para começar a treinar músculos isolados é bastante fácil! A maior parte dos treinadores recomenda o método ABC, sendo que nos dias “A” vais treinar um certo conjunto de músculos que pode ser, por exemplo: Costas, bíceps e ombros, nos dias “B” outras zonas como: coxa, glúteos, lombar e nos dias “C” outro grupo como: peito, tríceps e abdominais. 

Além deste método há outros como o “ABDCE” que acaba por ser ainda mais isolado sendo que contempla mais dois treinos, num total de 5. Esta metodologia de treino é recomendada porque interfere seriamente com um dos pilares da hipertrofia que é o descanso. 

Sendo que os outros são, por exemplo, a alimentação adequada e a prática de exercício físico intenso regular, entre outros.

Treinar Assim é Benéfico? O Que Diz a Ciência?

Um estudo de 2019 chamado de “Split versus full-body strength training workouts in untrained people” concluiu que ambos os métodos eram eficientes na mudança da composição corporal e no aumento dos níveis de força.

No entanto, mais uma vez se argumenta que treinar músculos isolados é benéfico graças ao descanso adequado que dá aos diferentes grupos musculares. Claro que nunca se pode esquecer que os resultados vão variar conforme a tua ambição e dedicação, o objetivo, o volume de treino e o passado desportivo, entre outros fatores.

E No Caso da Hipertrofia?

Qualquer pessoa consegue desde que siga um plano adequado ao objetivo e o cumpra regularmente. Desde que tenha a alimentação e suplementação, caso necessária, controlada e deixes descansar os músculos um período mínimo de 24 horas antes de voltares ao ginásio para a segunda ronda. É possível dizer que o treinar os músculos isolados é mais benéfico pelo descanso que dá. 

Além disso, ainda ajuda com as terríveis dores musculares no dia seguinte após um treino árduo no ginásio.

Conclusão

A divisão e isolamento dos músculos ao nível de treino é uma decisão que apenas tu podes fazer não te deves sentir pressionado a tomar. Pois, há inúmeras outras metodologias e modos de treinos que não ficam atrás deste em resultados. 

Em suma, treinar músculos isolados é uma estratégia de treino boa para quem já treina frequentemente e quer levar o treino ao próximo nível. Todavia, se nunca experimentaste faz a experiência de treinar os músculos isolados e vê se sentes diferenças. 

Lembra-te sempre que o melhor plano de treino é aquele que consegues acompanhar regularmente e que te vai ajudar a evoluir a longo prazo.

Diogo Cardoso
Coach & Criador de Conteúdo

Deixe um comentário