Remada Curvada - 5 Fatores a ter em Conta

Neste artigo vamos falar sobre um dos exercícios mais comuns no treino de costas. Não vai querer perder a ideologia de o fazer corretamente e evoluir as suas costas!

Sempre foi um dos exercícios mais usados no treino de costas, mas tem vindo a perder interesse por parte dos iniciantes.  Porém, a remada curvada é um exercício de topo quando pensamos em definir as costas.  Mas, é preciso ter noção que o exercício só funciona se for bem realizado e existem muitas pessoas a errar em aspetos básicos. 

Ler também: Dor Muscular Depois do Treino

A Remada Curvada

Um dos exercícios de costas que conseguem trabalhar os músculos maiores, os mais difíceis.  Todavia, é o exercício que consegue trabalhar mais músculos em simultâneo, que neste caso é as costas todas. O problema deste excelente exercício é que existem muitas pessoas a o fazerem de forma errada e acabam por utilizar mais o trapézio ou até mesmo a danificá-lo. 

Para juntar a isso, acabam também por atrapalhar a lombar. O ego é um dos grandes motivos de acontecerem falhas no exercício, mas vamos abordar ao longo do artigo.

1 - A Respiração

É um fator bastante importante, para não pormos em causa quer o movimento, quer a correta postura do exercício, isto é, a remada curva deve ser feita sempre com o abdominal contraído. Assim, a respiração deve ser feita sempre antes e depois da transição do exercício.

Porquê?

Quando estamos nessa transição de acabar de esticar os braços para voltar a puxar a barra para o umbigo, é o momento que perdemos mais estabilização do exercício e requer assim que estejamos com o abdómen completamente contraído.

2 - Flexões dos Joelhos

Nunca devemos ter as pernas completamente esticadas, pois fará com que o nosso quadril vá para baixo e não é o objetivo neste exercício.  Então, temos de semi flexionar os joelhos para manter a postura correta e não deixar as costas arredondarem.

3 - Posição das Mãos na Remada Curvada

As mãos devem ser sempre colocadas à largura dos ombros, nunca menos, nem mais.  Uma abertura em demasia pode pôr em causa o objetivo do exercício.

4 - Inclinação Das Costas

É muito comum ver pessoas nos ginásios que fazem remada curvada, mas exageram no ângulo do quadril. Não precisam de dobrar ao ponto de quase baterem com o peito nos joelhos.  A remada curvada deve ser realizada com um ângulo próximo dos 90 graus, mas também pode variar consoante a mobilidade das pessoas, mas lembre-se sempre: 

  • As costas têm que estar em retas, não adianta fazer um ângulo perfeito se continua a fazer curvatura do quadril.

Use Cinta!

Usem, abusem, mas não se lesionem.  A cinta é um acessório essencial para termos a melhor posição das nossas costas e não deixar exatamente a curvatura acontecer. Pode comprar a sua cinta, aqui.

Trabalhe Com o Peso Ideal, Não Com o Ego

Infelizmente é algo que se vê diariamente nos ginásios, pessoas a tentarem levantar mais peso só para mostrarem que conseguem ter bastante força, mas perdem a total execução correta do exercício, apenas porque o ego fala mais alto. 

O peso é apenas um número e a execução correta dará sempre mais resultado que um peso elevado e execução infantil.  Existem inúmeras pessoas que acabam por utilizar mais o trapézio e a lombar exatamente por estarem a pegar em pesos que não são capazes para uma excelente execução. 

Pare de jogar com o ego e trabalhe o seu físico, pois o ego não dá músculos.

5 - Técnica e Velocidade

Na remada curvada devemos ter uma atenção redobrada nos ombros, para não deixar os mesmos caírem para a frente e utilizar em demasia o trapézio. Então, a velocidade do exercício deve ser moderada para conseguirmos manter a postura do peito para a frente, com os ombros devidamente puxados para trás. 

Assim, ao realizar o movimento conseguimos sempre manter os ombros fixos e não a caíram com a barra para baixo. Pode parecer um exercício demasiado fácil, mas a remada curvada exige coordenação entre todos os membros superiores, ao ponto de isolarmos totalmente o movimento apenas às costas.

Devemos Fazer Supinado ou Pronado?

As duas formas são corretas e trabalham as costas de igual forma.  Porém, com a mão supinada, fornece uma capacidade superior de carga devido a entrar os biceps no exercício, pois estão numa posição que os favorece.

Todavia, não existem muitas diferenças (são mínimas) ao fazer quer de uma forma, quer de outra. Portanto, use a que lhe é mais cómoda e simplesmente faça remada curvada!

Conclusão

Se há exercício que trabalha as costas completas, é a remada curvada.  Mas, também é dos mais comuns de serem feitos de forma errada. Posto isso, trabalhe a execução do exercício antes de pensar em aumentar os pesos, pois ego não traz resultados. 

Aproveitem para incluir a remada curvada nos vossos treinos e irão gostar dos resultados!

Diogo Cardoso
Coach & Criador de Conteúdo

Deixe um comentário