Creatina O Que é e Para Que Serve

Vamos abordar um dos suplementos mais falados no mundo do fitness, a creatina!  O suplemento mais falado, mas também um dos mais baratos do mercado. Será assim tão fundamental na nossa dieta? Será que faz mal aos rins ou fígado, ou é mito? Vamos descobrir. 

Ler também: O Que São Suplementos?

De Onde Surgiu a Creatina

Em 1832, pelo cientista francês Michel Eugène Chevreul, enquanto fazia análises a tecidos animais [1]. Apesar de ter sido descoberto pelo francês, a existência só foi comprovada em 1847, pelo alemão Justus Von Liebig, que comprovou a existência de creatina na carne de animais, criados em cativeiro. E foi aí que surgiu o primeiro passo para relacional a atividade muscular e níveis desse composto tecido muscular.

Para Que Serve a Creatina

Após vários estudos realizados durante um longo período, chegou-se à conclusão que este suplemento é uma fonte de energia ao corpo humano e que pode ser utilizada para melhorar o desempenho físicos dos atletas. Além de nos dar energia para os treinos, a creatina também:

  • Auxilia na redução de danos aos músculos, pois reduz a fadiga muscular;
  • Favorece a hipertrofia, pois com mais energia, maior será a intensidade do treino;
  • Recuperação pós-treino mais rápida;
  • Ajuda no ganho de massa magra;
  • É uma substância totalmente segura, mas deve fazer uma avaliação médica antes.

Faz Retenção?

A creatina aumenta a massa muscular e reduz a miostatina, que é uma proteína que inibe o crescimento muscular. Ou seja, a irá dar-te peso em retenção, por volta de 1 a 2 kg no músculo, que cria a ilusão de músculo maior, mas também aumenta a fibra muscular, pelo acúmulo de proteína muscular.

Faz Mal à Saúde (Rins/Fígado)?

Não existe nenhuma evidência de problemas hepáticos ou renais provocados pelo consumo de creatina a longo prazo (para consumo até 30g dia durante 5 anos). A contraindicação é de utilização da creatina por portadores de doenças renais ou hepáticas pré-existentes, o que se aplicam também a outros nutrientes e só o seu médico poderá dizer se pode ou não consumir.  

O nosso organismo também produz creatina nos rins, fígado e pâncreas, por isso a creatina não é nada estranha no nosso organismo.

Qual é a Melhor Dose Para Se Tomar? Devemos Ciclar?

Este suplemento não precisa de ser ciclada, pois é necessário o uso contínuo para a mesma fazer efeito. A dosagem recomendada é de 5gr por dia, porém a toma de maiores quantidades não é prejudicial.  

Numa fase inicial (1 semana) podemos aumentar para 20gr por dia para aumentar o stock de fosfocreatina no nosso organismo mais rápido e depois voltar à dosagem normal. Caso seja seguido por um nutricionista o mesmo poderá dizer quais as doses recomendadas no teu caso.

Conclusão

Um ótimo suplemento na ajuda no ganho de massa muscular, por capacitar os nossos treinos à melhor performance possível.  A mesma só começa a causar efeitos após uso prolongado, o que por norma em 2 semanas o efeito começa a ser notório e também a retenção.  

Não existindo problemas renais ou hepáticos, não há problema no uso da creatina. A menos seja um profissional de saúde a referir, deves evitar consumos elevados da mesma. Contudo, como o nome indica é um suplemento. Não é obrigatório nem será fundamental.  

Contudo, é um dos suplementos mais usados no mundo do fitness.

Diogo Cardoso
Coach & Criador de Conteúdo

Deixe um comentário