Assimetrias muscular: Dicas e causas

Neste artigo vamos falar sobre assimetrias musculares, muito comum em praticantes de ginásio. 

Maioria das pessoas já teve ou tem assimetrias musculares e nem sempre a causa é do treino.  Por vezes as assimetrias vêm de problemas físicos ou de lesões mal recuperadas. Seja qual for o motivo das assimetrias muitos atletas ficam afetados psicologicamente por não gostarem de ver as diferenças ao espelho.  

Vamos abordar então algumas causas e também dicas de como ajudar a corrigir. É muito importante referir que deve ser sempre acompanhado/avaliado por um profissional de saúde e/ou profissional do exercício para indicar e corrigir qual o melhor treino e adaptação a fazer.

Causas das Assimetrias Musculares

  • Postura de treino errada;
  • Postura sentado/de pé, errada (por exemplo, ter escoliose)
  • Falta de flexibilidade;
  • Treino errado;
  • Problema físico não diagnosticado;
  • Existem mais causas, mas estas são as principais no dia-a-dia.

Como Corrigir Este Problema

O primeiro passo para corrigir as assimetrias é diagnosticar a causa. Elas podem ser muitas e sem a termos diagnosticada podemos entrar por caminhos errados e comprometer ainda mais o problema.  

Contudo, ficam algumas dicas para corrigir as assimetrias mais comuns.

Dê Prioridade aos Halteres

Se o problema é na parte superior do corpo devemos desde logo optar por fazer treinos com halteres.  O motivo é simples: – Quando fazemos exercícios com barras não existe a certeza se fazemos a mesma força ou se temos tendência para puxar mais de um lado que do outro.  Isso pode ser um dos motivos de assimetrias nas costas e ombros, por exemplo.  

Caso seja na parte inferior, evite exercícios compostos.

Opte Por Exercícios Unilaterais

Ao fazermos exercícios unilaterais, toda a nossa concentração estará focada no exercício, melhorando o seu movimento e isolamento de melhor forma o músculo.

Ler também: 5 Exercícios Para Treino de Ombros Completo

Comece Pelo Lado Mais Fraco

Quando começamos a realizar o exercício pelo nosso lado mais forte temos tendência para ao chegar ao lado mais fraco e não conseguirmos realizar as mesmas repetições.  Ou seja, se no lado forte fizemos 12 repetições, podemos comprometer o lado mais fraco com apenas 10, o que irá criar a longo prazo uma assimetria, porque damos mais força a um dos lados.  Ao começar pelo lado mais fraco, irá fazer o máximo que consegue, mas chegará ao lado mais forte e fará igual.

Melhore a Execução

Existe a tendência para se aumentar sempre o peso e comprometer a eficácia da execução, o que é totalmente errado.  Não adianta termos 100 kg na barra se comprometemos a execução.  A prioridade tem que ser sempre a execução.  Se não consegue aumentar o peso sem comprometer a execução, aumente a cadência do exercício.  

Lembre-se: a prioridade tem que ser a execução e não o ego.

Não Se Canse De Ver a Sua Postura

Devemos estar sempre a corrigir a nossa postura se ela está errada. Durante o treino a nossa postura é muito importante e para isso temos os espelhos nos ginásios, use e abuse deles, mentalize-se que uma má postura pode comprometer o seu físico e a fiabilidade do exercício. 

Procure sempre ajuda especializada!

Filme-se a Treinar

Existem exercícios que não consegue olhar-se ao espelho, não é verdade? E, muitas pessoas treinam sozinhas.  A melhor forma para corrigir a sua postura num exercício ou ver o que pode melhorar é filmar-se, só assim é possível melhorar e evoluir.

Treino de CORE

Não podemos construir uma casa começando pelo telhado. O mesmo acontece no nosso corpo.  Procure a estabilidade treinando o seu core.  É fundamental neste processo!

Flexibilidade

Uma boa flexibilidade ajudará a ter uma melhor amplitude e irão melhorar as suas articulações e os músculos.

Opte Por um Profissional

A forma segura de corrigir assimetrias, não sendo elas problemas físicos, é ser acompanhado por um personal trainer com especialização.  Ele conseguirá corrigir as posturas erradas do seu treino e explicar como deve fazer os movimentos corretamente, sem comprometer a execução.  

Se o seu treino é eficaz e tem a certeza que não é a sua forma de treinar o problema, procure um profissional da área de saúde com especialização em treino desportivo, um fisioterapeuta ou osteopata.

Diogo Cardoso
Coach & Criador de Conteúdo

Deixe um comentário