Prioridades na Dieta Para ter Resultados

Existem prioridades na dieta para ter resultados, pois, tudo tem a sua maneira de ser, de existir e de dar resultados. E, na dieta não há escapatória.  Se uma pessoa estiver numa dieta, mas não conseguir enquadrar as suas prioridades e aderir ao máximo ao que é estipulado, o barco não irá para remar contra a maré e o marinheiro facilmente perderá o seu rumo.  

Para existirem resultados na dieta, as prioridades na dieta terão sempre que estar ajustadas e a pirâmide pode ser uma ajuda para se perceber no que podemos estar a errar.

Pirâmide de Nutrição de Músculo e Força

prioridades na dieta

Como podemos verificar a tabela é dividida por cinco fatores e esses estão alinhados da mais importante a começar por baixo e a menos importante por último, no topo da tabela.  Mas, para que falamos em prioridades na dieta? O mais comum quando uma pessoa procura uma dieta, seja ela para emagrecer ou ganhar peso, é procurar suplementos milagrosos que façam milagres do dia para a noite.  

Olhando desde já para a tabela, conseguimos ver que a suplementação é o menos importante na pirâmide, nas prioridades da dieta. Assim sendo, este é o grande motivo de se falar em prioridades.

Os Cinco Fatores Nas Prioridades na Dieta

Antes de chegarmos aos cinco fatores da pirâmide, temos de perceber que não vale de nada uma pirâmide se não existe uma adesão por parte de quem quer traçar um objetivo.  Com isto, é preciso perceber que para segurarmos esta pirâmide tem que existir adesão. Uma casa começa a construir-se de raiz e nunca pelo telhado, certo?  Isso é porque quem tem que segurar o telhado é o que vem a ser construído de baixo. 

Contudo, no caso da dieta, não adianta termos a melhor dieta do mundo e o melhor treino existente na terra, se não o vamos cumprir, a longo prazo. A adesão à dieta é uma das prioridades na dieta.  Focar no objetivo a longo prazo. Seja o objetivo A ou B, aderir à dieta requer tempo, dedicação e não é olhar para ela como algo a ser feito durante duas semanas. Isso não existe. 

Uma dieta tem que ser flexível, saudável, ajustada a cada um de nós, mas se não existir adesão à mesma, nada disto será possível.

A Pirâmide

Assim sendo, após percebermos que quem aguenta esta pirâmide é a adesão, vamos explicar o porquê de cada patamar ser importante ou menos importante para aparecerem os resultados que desejamos.  Temos vários fatores para prioridades na dieta, mas a adesão à pirâmide é a âncora.

Balanço Energético

O mais importante e o mais comum de estar errado, o balanço energético são as calorias que consumimos, é a diferença entre as calorias que ingerimos e as calorias que gastamos. Existe apenas uma regra obrigatória no balanço energético.  

Se queremos ganhar peso, temos que ingerir mais calorias daquelas que gastamos, se queremos perder peso, temos que ingerir menos calorias do que aquelas que gastamos. Surgem sempre perguntas se devemos cortar nos hidratos, proteína ou gordura para perder peso.  O mais importante não é o que devemos cortar, mas sim cortar nas calorias ingeridas diariamente.  

Vários estudos apresentam que para perder peso, consumir percentagens baixas ou elevadas de hidratos de carbono não fizeram muita diferença, mas sim o défice calórico. Consumir baixas percentagens de gordura fizeram uma diferença também muito insignificativa.  O que demonstra novamente que o mais importante é o défice calórico. O restante, é mais uma escolha pessoal ou até mesmo uma escolha para salvaguardar perdas significativas de músculo.

Macronutrientes

A divisão entre proteína, hidratos e gordura.  Várias pessoas optam por retirar a gordura ou hidratos quando entram em défice calórico para perda de peso, mas não é necessário e podem pôr em causa a vossa saúde e a vossa performance desportiva.  Não existem provas científicas que cortar em um ou noutro seja o mais importante para perda de peso.  

O mais importante será sempre reduzir calorias. Claro que, poderá reduzir hidratos ou até gordura, mas nunca devemos reduzir ao zero, pois essas são as duas maiores fontes de energia. Então eu devo cortar no quê para perder peso?  No total de calorias ingeridas por dia. Ou seja, os teus macronutrientes podem-se manter na mesma percentagem de início ao fim.  

E para ganhar peso?  É o mesmo procedimento, aumentar o consumo calórico. Não será comeres unicamente mais proteína que te fará ganhar peso, pensa que tudo isto é um todo e não apenas uma fatia.

Timming

  • A partir daqui, já não é uma das prioridades na dieta, mas, é importante para atletas de alta competição, que podem ficar prejudicados com pequenas diferenças irrelevantes para uma pessoa comum. Muita gente fala do que se deve comer antes do treino, depois do treino, de quantas em quantas horas devemos comer, etc.  Será isso tão importante?  Se estamos no topo da pirâmide e estamos no patamar do menos importante, a resposta está dada.  

Mas, vamos explicar: as horas que comes não são importantes para ganhares ou perderes peso, o mais importante será as calorias ingeridas durante o teu dia, isto é, durante as 24 horas.  Devemos comer logo após o treino para não entrar em catabolismo… Isso é mentira.  

O teu corpo não vai desaparecer por não comeres imediatamente ao treino, apenas o podes fazer por conveniência ou por estares mesmo com fome, caso contrário tens tempo. Casos em que deves realmente comer pós-treino:

  • Se treinaste em jejum; 
  • Vais voltar a ter outro treino em breve e precisas de calorias; 
  • Trabalhar seguidamente e só consegues comer muitas horas depois. 

Comer a cada duas horas – É relativo, não precisas de comer se não tens fome, não há necessidade disso, apenas se tens que comer mesmo muitas calorias e tens pouco espaço de tempo, caso contrário, deixa o teu corpo fazer a digestão.

Suplementos

A preocupação das pessoas por norma começa por aqui e é um erro muito comum, pois isto é o menos importante nas prioridades da dieta.  Mas, como o nome diz, os suplementos servem para suplementar a nossa dieta ou ir buscar produtos que não conseguimos consumir em alimentos ou são muito difíceis de consumir todos.  

Aqui podem varias os motivos de precisarmos de suplementação, mas será sempre a última coisa em que devemos gastar o nosso dinheiro. Porém, quando existe défice de vitaminas ou minerais do ponto 3 (macronutrientes) podemos e devemos ajustar uma suplementação para equilibrar.  

Outro exemplo é o omega-3, que é encontrado em peixe como no salmão e nem todas as pessoas conseguem consumir e é muito benéfico na nossa saúde. Se me perguntam quais são os suplementos mais importantes, os que devemos considerar nas prioridades da dieta, são:

Mas existem muitos mais e é sempre aconselhável falares com o teu médico antes de optares por te autos suplementares.  

Podes ver os vários tipos de suplementação disponíveis no mercado aqui. 

Fontes: Saúde e Fitness Vegan Obesity Energetics: Body Weight Regulation Effect of dietary protein content

Deixe um comentário